search
top

Os Autômatos ambulantes de Delarozière- Parte III

As Máquinas da Ilha de Nantes

As Máquinas da Ilha de Nantes (Les Machines de l’île) é um projeto artístico, turístico e cultural sediado em Nantes, na França. O projeto das Máquinas de I’île em Nantes tem como objetivo promover a imagem da cidade, mas tenta construir ao mesmo tempo uma criativa metrópole de sonho e fantasia.


Nos armazéns das antigas docas em Nantes, nas margens do Rio Loire, estão as Máquinas da Ilha idealizadas pelos artistas François Delarozière e Pierre Orefice, que junto com sua equipe usaram inúmeras partes móveis, hidráulica, madeira, aço, e muita imaginação, tudo habilidosamente combinando para dar vida a várias e obscuras criaturas aquáticas, um gigantesco elefante, pássaros e criaturas pré-históricas, visualizando um mundo de viagem temporal na encruzilhada das terras fantásticas da mente de Jules Verne e do universo mecânico das invenções de Leonardo da Vinci.

O local está aberto para visitação desde Julho de 2007, e os três maiores projetos incluem:
– o Grande Elefante (2007)
– o Carrossel do Mundo Marinho (Primavera de 2010)
– a Árvore das Garças (2014)


O Grande Elefante (Le Grand Éléphan
)

Um elefante mecânico de 12 metros de altura e 8 de largura, construído com 45 toneladas de madeira e aço. Pode levar até 49 passageiros para um paseio de 45 minutos. É uma réplica do Elefante do Sultão, que fez apresentações de 2005 até 2007.


O Carrossel do Mundo Marinho (Le Carrousel du Monde Marins)

O Carrossel do Mundo Marinho ainda está em construção, mas apresentará 27 criaturas marinhas, como uma arraia, uma lula, um caranguejo gigante, criaturas abissais, etc.

A Árvore das Garças (L’Arbre aux Herons)

A Árvore das Garças é uma estrutura de aço medindo 45 metros de diâmetro e 28 metros de altura, contendo duas garças no topo. Os projetos planejam uqe o visitante fique sobre as costas ou asas dos pássaros para um vôo circular sobre os jardins suspensos da árvore.


A Galeria de Máquinas

Um local de exibição para ilustrar a história das máquinas. Alguns visitantes podem ser convidados a controlar alguns dos animais marinhos, andar no carrossel Le Manége D’Andréa, ou no Centro Europeu de Teste de Vôo.

O local de fabricação da peças é aberto, onde as pessoas podem observar o processo de construção das máquinas. Atualmente a construção das peças do Mundos Marinhos ocupa uma parte da oficina.

O processo de construção também está todo disponível para consulta em forma de desenhos, modelos e vídeos, e em Julho de 2008 três novas máquinas foram acrescentadas à galeria.


Se quiser ver mais:

Por Karl

Veja também:

Os Automatos Ambulantes de Delaroziere parte 1

Os Automatos Ambulantes de Delaroziere parte 2

La Géante du Titanic et le Scaphandrier

One Response to “Os Autômatos ambulantes de Delarozière- Parte III”

  1. Your blog is very interresting for me, i will come back here..

Leave a Reply

top